Search

A polêmica marca dos 450 anos do Rio


O logotipo comemorativo pelos 450 anos da Cidade Maravilhosa, lançado nesta quarta-feira (21), chega criando o maior rebuliço e provocando opiniões divergentes pelo público carioca.

O símbolo representa os três números da celebração (4-5-0) que formam um rosto de perfil, sorridente. Uma ideia simples, mas que traz uma grande sacada: a marca pode ser desenhada, personalizada por qualquer pessoa.



O conceito se afina com a irreverência e criatividade do carioca, mas como toda ideia inovadora, não é compreendida à primeira vista. Para muitos a marca é pobre, simples demais, não é intuitiva, não faz qualquer sentido ou mesmo referência ao Rio. Eu também tive essa sensação numa primeira leitura.

O logo 450 anos é diferente mesmo. Foge aos clichês de traços que remetem ao Pão de Açúcar ou ao Corcovado. Vejo como uma matéria prima, pronta para ser usada, modelada por qualquer pessoa, de qualquer idade, da forma que bem entender. É única para cada um que se apossa dela e, ao mesmo tempo, é de todos.

Há uma pequena falha de legibilidade. Pode-se ler 450 ou 405. Eu leio mais 405 do que 450. No entanto, é um símbolo com um conceito bem definido e o 450 está ali, De Toda Forma.

Os testes de aplicação mostram que a marca tem um enorme potencial. Ela se apresenta sempre na cor preta sobre fundos claros ou branca sobre fundos escuros. As intervenções normalmente são bem coloridas, formando rostos de todos os tipos. As combinações ficam muito alegres, cativantes.

O que achou da marca dos 450 anos?







A criação é do escritório Crama Design Estratégico, que venceu o concurso promovido pela Prefeitura e teve a participação de outros 27 escritórios de design. Para Ricardo Leite, diretor de criação da agência "O grande diferencial dessa marca é que ela dialoga com a sociedade que, hoje, deseja ter voz."

Confira o vídeo "Rio 450: Viva a Carioquice!"








Daniel Azulay e Ricardo Leite

***

Siga o De Toda Forma:
Facebook - https://www.facebook.com/detodaforma
Google+ - http://gplusid.com/DeTodaForma
Twitter - https://twitter.com/detodaforma
Tumblr - http://detodaforma.tumblr.com

10 comentários:

  1. Mestre, o conceito de sair dos já famosos e sempre retratados símbolos é ótima. Colocar o carioca como ponto central do projeto é mais sensacional ainda. Contudo o problema é a leitura, a primeira leitura, hoje em dia tudo no design é simples, flat, como esse logo, mas se não tem aquela primeira leitura entendida fica complicado. Você se acostuma, visualiza melhor o desenho depois? Ok, mas aí a gente nunca vai achar que a composição é nota dez, não nos conquista por inteiro. Mas valeu pelo maior esclarecimento que você trouxe a mim, para me aprofundar mais minhas observações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como disse no texto, ela é diferente. Talvez essa "teoria" de que a primeira leitura deva ter legibilidade, não funcione pra essa solução. Mestre, vejo o logo Rio 450 anos sendo entendido, até pelos mais leigos, de fora pra dentro, quer dizer, das fantasias, dos rostos pintados, das brincadeiras até a desconstrução, em seu formato básico. Obrigado pelo comentário, forte abraço,

      Excluir
  2. Adorei! Ficam lindos os desenhos que a gente pode fazer... é alegre!!!

    ResponderExcluir
  3. Sei lá, eles se preocuparam tanto com a ideia do rosto que não da pra entender os números.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão Henrique, mas ainda assim acho a marca forte e a questão da leitura provavelmente vai ficar em segundo plano com o passar do tempo... Obrigado por participar! Abraço,

      Excluir
  4. Respostas
    1. Grande Plínio, sempre presente! Forte abraço,

      Excluir
  5. Olá, Renato,
    "Li", de cara, 450, mas acho que foi porque eu "queria ler" os 450. Vi com uma curiosidade de "redescobrimento do Brasil". Como um mapa estilizado. Traços "jogados" com intenção de simbolizar os 450 anos do Rio. Nada a ver com o Rio, num primeiro momento, mas algo intrigante na quase abstração dos números. Ridículo? Pode ser, como considerou meu marido engenheiro: "vcs (designers) ganham dinheiro fácil, heim?". Mas claro que na ocasião não vimos as aplicações que são muito legais, com todas as qualidades/características que vc enumerou. Eu gostei, porque gosto de novidades e sinceramente o lugar comum é uma ditadura... Não se vai fazer uma brincadeira dessa em uma sinalização, mas como símbolo acho que vai valer a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito Silvia! Essa opinião do seu marido foi ótima!!! ah ah ah... E tem muita gente que pensa assim. Mas não entendem que designers se desdobram em ideias, conceitos, pesquisas, cores, formas etc e tal, pra transformar o que é complexo em algo simples. Principalmente em criação da marcas.

      Obrigado por participar!

      Excluir