Search

Como abrir um negócio online: Dicas para começar


Abrir um negócio online nunca pareceu tão atrativo e lucrativo como nos dias de hoje. E não é à toa: o investimento inicial é relativamente baixo - quando comparado aos investimentos de uma loja física - e o Brasil já é um dos países que mais vêm crescendo em compras pela internet. Se você é um dos empreendedores interessados em se aventurar nesse mundo, confira nossas dicas para tirar o sonho do papel com o mínimo de riscos possíveis.

A sua ideia vai funcionar fora do papel?
Muitas vezes a ideia é genial, digna de uma premiação, mas fora do papel e nas prateleiras virtuais ela acaba não tendo muito futuro por não ter muitas pessoas interessadas. De nada adianta você criar um produto ou serviço incrível se ele não for consumido. Por isso exponha a sua opinião para família e amigos, converse com pessoas diferentes e tente descobrir que público poderia se interessar pelo o que você tem a oferecer. Antes de arriscar, é preciso ter muito bem em mente qual é o seu produto e a quem ele vai servir.

Pesquise (exaustivamente) o mercado
Quase tão importante quanto ter uma ideia genial, é ter noção do mercado em que o seu produto ou serviço está inserido. Antes de começar a pensar em estratégias de vendas e esquematizar o seu negócio, é preciso pesquisar: para quem você vai vender, qual vai ser a sua concorrência e tudo mais.

Fique atento se a sua ideia super inovadora já não existe, e se existir, calma, nem tudo está perdido. Veja o que a concorrência está fazendo e busque maneiras de aperfeiçoar o seu produto, serviço ou até mesmo a experiência do consumidor ao visitar o seu site. Tudo isso conta - e muito!

Planeje, planeje e planeje
Como o planejamento é uma das etapas mais essenciais na criação de qualquer negócio, é importante elaborar um plano de negócios e estabelecer metas. É nessa etapa em que você vai estabelecer o seu público-alvo, concorrência, como será feito o pagamento e entrega do produto, quanto você irá investir no negócio e quais são as suas projeções e metas a serem atingidas.

Dentro dessa etapa é de extrema importância ter em mente qual é o seu negócio e quem você quer atingir. Tenha isso bem definido e não tente vender de tudo para todos - pelo menos não inicialmente -, pois dessa forma você reduz as chances do seu negócio não dar certo.

Crie o seu negócio
Chegou a hora de sair do papel! Nessa etapa entram todas os processos legais de abrir a empresa e criar a marca, além de escolher a plataforma que você vai utilizar e criar o seu site. Dentro da criação do site existem diversas opções diferentes, do gratuito ao pago, do básico até o mais exclusivo - o que varia de acordo com o seu investimento, claro.

Para quem está começando e quer sentir melhor o mercado antes de investir mais, o ideal é escolher uma ferramenta básica e com um custo menor - algumas plataformas chegam a custar apenas R$ 50,00 por mês, outras são gratuitas. Até mesmo a ferramenta mais básica permite que você dê um upgrade na página, com alterações no layout da página e a possibilidade de utilizar a identidade visual da marca. Além disso, é preciso fazer a contratação dos fornecedores, esquematizar as entregas dos produtos e as formas de pagamento.

Quem não é visto, não é lembrado
Ok, você planejou e criou a empresa. Agora você precisa dos clientes. Para isso, é hora de divulgar e investir em marketing. No começo, alguns métodos mais básicos já ajudam, como estar nas redes sociais e interagir com o público. Anunciar nas páginas que o seu público-alvo mais frequenta também é um método de ser visto, e aí entram também os anúncios do Google e do próprio Facebook. Lembre-se de que investir em marketing é uma etapa essencial, pois um dos maiores desafios do e-commerce é fazer com que os consumidores cheguem até o seu site.


Autor: Rodrigo Rodrigues da Acesso Shop

Nenhum comentário:

Postar um comentário